Etiquetas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

260 páginas

http://www.4shared.com/document/E6P7hoUH/Daniel_Quinn_-_Ismael.htm

Este livro fala-nos sobre ccomo salvar o mundo, do impacto que os Gorilas têm no mundo, com a possibilidade de a humanidade acabar mas eles continuarem ou vice versa.

Ao que parece, começou com um artigo de jornal que dizia que um professor estava á procura de um aluno para salvar o mundo. O autor dá o exemplo dos romances para dizer que estava desejosamente de conhecer o professor mas que nada esperava. Além disso, é do conhecimento comum, isto segundo o autor, que todo o conhecimento que queiramos já está publicado sob a forma de um livro.

Na minha opinião não está – longe disso.

Continuando.

“Com o fim da Humanidade, haverá esperança para o Gorila?”

Quando o autor foi á destino do anuncio só encontrou um edificio, com um Gorila lá dentro e um papel com a frase escrita acima.

Quem era o professor do anuncio? O Gorila.

Ao que parece segundo o autor o Gorila conta a sua história só com os olhos. Não estou a gostar desta parte….

Este livro ao contrário do que o Titulo sugere, não tem nada a haver com religião ou pelo menos até agora.

Agora o livro entra numa parte esquesita que tem a haver com o nome do Gorila que pelos vistos não se chama Golias mas Ismael.

O Gorila explica que os humanos destroem o mundo não porque querem mas porque estão a viver dentro de um cativeiro, esse cativeiro é a civilização que faz com que tenhamos de destruir o mundo para ter uma vida confortável e adicionado por mim vai o exemplo do carro, destruimos oxigénio ao andar de carro mas para uma vida relativamente confortável temos de o fazer.

O Gorila explica que continuamos em cativeiro porque somos incapazes de encontrar as grades da nossa jaula.

O livro fala agora sobre um tema onde o autor mostra uma profunda ignorância sobre o assunto:

“os nazistas não perderam a guerra. Eles a ganharam e se
expandiram. Tomaram conta do mundo e eliminaram todos os judeus, os
ciganos, os negros e os índios orientais e americanos. Depois dessa etapa, eles
acabaram com os russos, os poloneses, os boêmios, os morávios, os búlgaros,
os sérvios e os croatas — todos os eslavos. Depois passaram para os
polinésios, coreanos, chineses e japoneses — todos os povos da Ásia. Isso
levou muito, muito tempo, mas, quando terminaram, todos no mundo eram
cem por cento arianos e todos eram muito, muito felizes.”

Hitler considerava os  Japoneses como arianos do oriente, queria tudo menos acabar com eles. Também não era contra Russos mas contra comunismo. Queria paz com os Ingleses, não acabar com eles.

Enfim, continuando.

Fala agora que Hitler conquistou as massas não pelo terror, não pelo carisma que apenas atrai atenções mas não faz as massas moverem-se, mas pelas histórias que lhes contou.

Com isto o autor quer dizer que as pessoas actualmente estão sob cativo por causa da história que lhes é contada.

O autor fala agora sobre dois muito distintos tipos de pessoas. As primitivas e as civilizadas. Quais são as que têm futuro? As civilizadas, certo? Errado. São as primitivas. Esta cientificamente provado que se a civilização continuar e evoluir o mundo vai acaber em poucas décadas, mas se vivermor de modo primitivo isso não acontece devido pois a natureza não se auto destroi.

O livro fala ainda de muitas outras coisas mas se querem a minha opinião, este não vale a pena ler…

Advertisements