Etiquetas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

604 páginas

Este livro fala mais sobre como os motores de busca funcionam do que sobre o SEO em si.

Até á página 189 não vale a pena ser lido. É muito enfadonho e não entrega aquilo que promete: melhores rankings das nossas páginas nos motores de busca.

Ensina que devemos de nos preocupar mais com as long tail keywords do que com as outras e porquê? A razão é simples, essas keywords também têm trafego significativo e são muito mais fáceis de nos porem no topo do que as palavras mais simples como “musica” ou “livros”.

Ensina também que para ficarmos no topo temos de ter pelo menos 1000 páginas a linkar para a nossa.

Ensina ainda que as páginas na primeira posição têm uma percentagem de cliques de 42.1%.

O texto em HTML é melhor classificado nos motores de busca do que escrito em Flash, Javascript. Melhor do que isso, se estiver em imagens ou flash é invisível para motores de busca.

O Google avisa para não adicionar-mos mais do que 100 links por página ou ele não segue o link para essas páginas. (Errado: A Wikipedia tem artigos com mais de 100 links por página e o Google segue todos eles. O Google não trata os sites todos por igual.)

Quando um site tem menos de 10.000 páginas todas estas devem estar á distância de apenas 3 cliques depois da página principal, isto reduz o risco de abandono dos utilizadores no site e encoraja-os a voltarem ao site mais tarde.

Nota: Esta parte não vem no livro. Existem um conflito de interesse entre os motores de busca e os links que vão de um site para o outro. Qual acham que é a razão de os motores de busca não publicarem em lado nenhum que uma página deve ter links para outro site? Se o fizessem iriam ganhar menos dinheiro! Imaginem que estão a ler um artigo sobre sites que pagam para o leitor escrever. Se a página tiver links para esses sites, o leitor não vai usar um motor de busca para chegar até eles. Mas se a página não tiver links, o leitor usa o motor de busca. Aqui está o conflito de interesses explicado.

Se todas as páginas de um site ligarem á página principal, está vai beneficiar de melhores rankings nos motores de busca.

As palavras no título de uma página e no cabeçalho são super importantes para o SEO com sucesso.

A velocidade do crawl das spiders do Google depende do page rank do site. Os sites com um page rank de 10 são os primeiros a serem indexados, e por aí fora.

Os links não têm todos o mesmo valor. Links que venham de um site com elevado page rank tem mais valor do que um link vindo de um site com baixo page rank.

A percentagem do numero de palavras pesquisadas é a seguinte:

1- 25.32%
2- 24.96%
3- 19.80%
4- 13.17%
5- 7.53%
6- 4.04%
7- 2.15%
8- 1.19%

A visibilidade de uma página num motor de busca depende do seu ranking:

1- 100%
2- 100%
3- 100%
4- 85%
5- 60%
6- 50%
7- 50%
8- 30%
9- 30%
10- 2%

Se comprar publicidade no Adwords a visibilidade é a seguinte:

1- 50%
2- 40%
3- 30%
4- 20%
5- 10%
até ao 8- 10%

E finalmente fala sobre como devemos contratar empresas de SEO.

A conclusão do livro incide sobre o futuro do SEO.

Vale a pena ler para quem trabalha com SEO, mas este livro, mesmo correctamente aplicado, não é nenhum milagre para chegar so topo do Google.

http://www.seroundtable.com/

 

Advertisements